terça-feira, 15 de março de 2011

Sobre as PaixõeS

Há algum tempo tenho  refletido sobre paixões. Acredito sinceramente, que as paixões movem o mundo! Em todos os sentidos. As paixões profissionais, as paixões por uma causa nobre, ou não, a paixão pelas crianças e pela maternidade, a paixão pela aventura, e entre tantas outras, as paixões dos amantes. E é sobre essa última que quero conversar com vocês. Estive concentrada por um bom tempo, muitos dias, até meses, pensando na paixão dentro do casamento. Acredito também, que a paixão tenha um papel fundamental na manutenção do casamento. A questão é: como manter-se apaixonado por uma pessoa uma vida inteira? É difícil construir esse texto porque ele é baseado em muita subjetividade. Mas vamos lá! O amor é muito diferente da paixão. Isso não implica dizer que o amor seja divino e a paixão do capeta! Ou que um seja puro e o outro vadio! Antes do amor, em conjunto com outras sensações, desperta-se a paixão pelo outro ser. A paixão é que enlouquece, a paixão é que ensandece as pessoas, a paixão é que faz desejar estar, desejar tocar, desejar cheirar! Mas como manter-se apaixonado? A paixão é novidade! O casamento não! O amor é suave, é tão sublime... mas o casamento precisa da força da paixão, da violência dos impulsos, dos amassos da juventude, dos suspiros! Já ouvi muita gente dizer que esses sentimentos, com o passar do tempo, são substituídos pelo companheirismo, pela amizade, pela cumplicidade, Ah vá! Eu não tenho interesse, pelos próximos 30 anos, em trocar uma boa noite de sexo, por um delicioso cafuné! E as pessoas que são jovens?  Casam-se com 20 anos! Em 10 anos, viram companheiros? Como funciona isso? Tem gente muito jovem nessa história, companheiras! Muito hormônio correndo pelo corpo, muita vontade de não cair na mesmice, muito desejo de ser desejado, muito desejo de manter viva a paixão do primeiro momento. Já ouvi de pessoas separadas, casais jovens, que se amaram intensamente, que a paixão acabou, a química acabou, o tesão acabou!!! E aí? Qual a receita pra isso não acabar? Será que não existe mesmo paixão dentro do casamento? Será que quem escolhe permanecer casado, assume uma vida morna, com sexo meia boca e poucas aventuras a dois? Ou será que existem casais que mesmo após dez anos de casamento suspiram um pelo outro? Será que existem mulheres casadas que sorvem profundamente o  cheiro do seu macho -  Com saudade.. Com desejo? - Será que existem homens que desejam avidamente tocar o seio da (eterna) namorada? Ou será que não tem mais novidade? O peitinho dela já caiu na mesmice? E sobre aquelas vontades loucas de se pegar o tempo inteiro quando está namorando?  Alguém aí casado há  mais de dez anos faz sexo dentro do carro? Quem faz isso é quem tem urgência! É quem tem paixão! E o que eu quero é saber todas as receitas possíveis e imagináveis pra manter a paixão no casamento! Acredito que pessoas com 30, 40 anos de casadas, podem falar sobre isso.. Mas não quero as frases prontas do livro de corintios sobre o amor, porque não é sobre amor que estou falando, estou falando de paixão! De desejo! E todos nós, fomos apaixonados um dia, ou somos ainda! É muito fácil sentir frio na barriga lembrando das paixões mais avassaladoras que tivemos na vida e é essa a sensação que eu nunca quero perder. Quero esperar anos a fio, o meu esposo chegar, com ansiedade, e olhar sempre pela janela em busca do seu sorriso, e correr para a porta e me pendurar no pescoço dele, e só largar, depois de muitos atos de paixão, depois de muito amor... Ninguém deseja uma vida morna... Alguns a aceitam.. Mas para pessoas como eu, que são eternamente inconformadas com a monotonia e com o tédio, é um pouco mais complicado, então, para não cometer equívocos, é relevante saber como manter a paixão viva. Pense nisso! Você tem a paixão viva no seu casamento? Se não, procure formas e meios, procure a receita, e se tem, procure também a maneira de fazer com que ela esteja sempre viva.. e vamos lá.. Me respondam as perguntas! Preciso mesmo saber!

27 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Querida Anne... Eu já tenho quaaaaase 10 anos de casada e ainda permaneço com as mesmas questões: Pq a paixão tem q acabar, oras? A vida sem paixão não presta e se ela acaba no casamento a gente procura em outra coisa (ou lugar)! Eu acho que o que acontece é que, às vezes, a paixão toma outras formas e se veste diferente, à medida que um relacionamento amadurece e a gente pode não perceber que ela está ali... Penso que não existem regras, nem convenções... o que existe é vida que precisa ser vivida, com PAIXÃO!!!

    ResponderExcluir
  3. Quaaaaase 10 anos de casada nheimm, DANEEEE... Então vc já está craquete no assunto. Que tal um post ?
    ;)

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Lindo Anne!
    O fogo da paixão não pode acabar, senão acaba o amor.

    HCM

    ResponderExcluir
  6. Amiga prima... Acho que nossos maridos tem uma tarefa bem complicada nos próximos 40 anos, isso, se conseguirem chegar lá! Pelo visto essa história de amor eterno é balela e o que interessa mesmo são os beijos e afagos calientes com direito a tudo que a nossa imaginação permitir.Fica evidente a necessidade que nós mulheres sentimos em permanecer em estado de paixão.Nesse caso, precisamos nos esforçar mais,pois estudos sobre a paixão, demonstraram que a sua durabilidade é de apenas 2 anos... Isso significa que cada uma de nós se apaixonará muuuuuuuitas vezes...

    ResponderExcluir
  7. Muito bom, Saron!! Incrível! Considero que o grande mérito de cada um de nós, nesse caso, será fazer com que os nossos parceiros se apaixonem por nós, pelo menos 50 vezes na vida!!! Missão very complicate né????? Mas vamo lá. Nós não temos medo de nada né? Temos sangue nozóios!!! :)

    ResponderExcluir
  8. Toda paixão é passageira...
    O AMOR não é passageiro.

    ResponderExcluir
  9. Não acredito que a paixão seja passageira. Por que até o amor, se não for cultivado, se não for cuidado com toda atenção até mesmo ele, pode acabar, pode passar! Concordo plenamente com o post, e penso que a paixão é o combustível do relacionamento.Ela alimenta o amor. Por que se ela não estiver presente, a monotonia, a apatia ou qualquer outro sentimento semelhante (e destrutivo) a esses ocupa o lugar da paixão, e aí fatalmente o amor acaba morrendo de inanição.
    Não se pode menosprezar a paixão, por que pra tudo o que fazemos alem do amor, precisamos dela, a paixão, quer seja no trabalho, quer seja na vida espiritual e etc... è a paixão que nos motiva a lutar, a fazer valer a pena, a desejar êxito. Imagino que talvez ela não seja passageira, apenas tenha data de validade, assim como a cada ano renovamos nossos votos matrimoniais, assim tb precisamos renovar a paixão, o amor, o respeito, a dedicação e por aí vai a lista!!
    bom, é o que penso... Ju.

    ResponderExcluir
  10. Poxa gente, que legal! É bom ler tantos pontos de vista! Obrigada Ivanaldo por comentar e obrigada Ju!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Texto ótimo, faz refletir e a paixão com certeza é necessária para que o relacionamento não caia no cotidiano como as preocupações pertinentes a vida a dois tais como: escola dos filhos, aluguel, compra do mes e por aí vai... A vida é uma aventura e a paixão colore o amor.
    Amor, eu continuo APAIXONADA por ti e o coração palpita semepre que te vejo, TE AMO, AMOR DA MINHA VIDA!!

    ResponderExcluir
  12. Passei por vários momentos no meu casamento...........e sei de uma coisa é muito complicado está sempre apaixonada.A responsabilidade, do dia a dia, o banho de água fria q se recebe em alguns momentos,os defeitos, tudo isso misturado fica bem complicado.Espero q não seja impossível amor e paixão permanecer lado a lado. Espero mesmo de coração!!!!!!!!!!!!!Hj não acredito, acredito q a pessoa escolhe em ficar casada, e daí, o companheirismo,filhos e etc, q começam a fazer parte do casamento , quero v se tem alguém aí q morre de tesão, fica louca de paixão,e q já tem + de 15 anos de casado...Tomara q eu esteja enganada.

    ResponderExcluir
  13. É bem isso, amiga.. Por isso meu apelo para alguém conte aí, qual o segredo da paixão após alguns longos anos de casamento...
    Obrigada pelo rico comentário.

    ResponderExcluir
  14. Caralho de texto bom do casseta. Puta merda, vou dar umas hoje!
    Claro que sou eu né?

    ResponderExcluir
  15. NOSSA! O post bombou, hein? Adorei... mas, que é esse "eu" aí?... Fiquei curiosa!

    ResponderExcluir
  16. Alguém me salva, fala aí qual a receita que eu sigo direitinho. Ainda mais se vc casa virgem aos 18 anos e não conhece outra paixão de sexo! Amo meu marido,mas aquela paixão que faz tremer e morrer de saudade... depois de um dia de trabalho eu quero é uns minutos com meus filhos e depois relaxar, daí é cada um p seu canto. Gostaria de sentir essa paixão, mas a verdade é q nao faço o mínimo esforço. Um é sem sal e o outro sem gosto!

    ResponderExcluir
  17. "A pesquisadora identificou algumas substâncias responsáveis pelo Amor: dopamina, feniletilamina e ocitocina. Estes produtos químicos são todos relativamente comuns no corpo humano, mas são encontrados juntos apenas durante as fases iniciais do flerte. Ainda assim, com o tempo, o organismo vai se tornando resistente aos seus efeitos - e toda a "loucura" da paixão desvanece gradualmente - a fase de atração não dura para sempre. O casal, então, se vê frente a uma dicotomia: ou se separa ou habitua-se a manifestações mais brandas de amor - companheirismo, afeto e tolerância -, e permanece junto. "Isto é especialmente verdadeiro quando filhos estão envolvidos na relação", diz a Dra. Hazan."

    http://boasaude.uol.com.br/Lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=3218&ReturnCatID=1781

    ResponderExcluir
  18. Olha, Olha Rosana..
    Parece então que a paixão está mesmo distante dos casais...

    ResponderExcluir
  19. Poxa Amiga Anônima...
    A receita é o que nós todas estamos atrás.. Mas fica a dica que vale a pena temperar essa comida ae... Coloca o sal e melhora o gosto. Tenta fazer um esforço, uma coisa diferente e vamos nos apaixonar, de novo, e todos os dias.. Se não a gente sucumbe ao tédio, e ninguém que é feliz mesmo, passa na vida apenas pra passar, vive apenas por viver!!! Vamos ser Felizes Messssmooo!
    Um beijoOoOo.
    ;)

    ResponderExcluir
  20. Vai uma dica infalível e de graça: nada como fazer as pazes depois de uma briga, para que as faícas de paixão transformem-se num fogaréu!

    ResponderExcluir
  21. ADOREI SUA RECEITA SAROOOOONNN..

    ResponderExcluir
  22. Pow Saron,
    O assunto é sério.
    Vc é mó guerreira, ajuda na gente aí a manter acesa a chama da paixão!

    ResponderExcluir
  23. Nossa...lindo...assunto para refletir sempre...

    ResponderExcluir
  24. "As juras de amor não são mentiras, de maneira alguma. São verdades com prazo de validade"

    (Sergio M. Vaz)
    N.M.

    ResponderExcluir